Será mesmo que consumimos hoje, as coisas de forma consciente?

Esse texto é uma reflexão sobre escolhas.


Escolher uma vida estruturada em pensar e praticar o tal do consumo consciente não é fácil, mas é necessário. Não é fácil, pois a gente tá bem programadinhe a querer tudo rápido, pra hoje.

Muita gente acha que consumir conscientemente é só consumir de brechó. Comprar menos maquiagem, sapatos e bolsas. Com esse espaço eu aprendi que consumo consciente vai de encontro a forma mais literal: saber o por quê de consumir, se precisa, se há um planejamento com compras de roupa, calçado e acessórios, ou se segue tendências por seguir.


Inicialmente pairou nessa cabeça aqui esse significado, que se expandiu, e hoje mescla consumo consciente a construir meios de ter autonomia. Autonomia de poder fazer minha própria maquiagem, de poder saber o que coloco no rosto, o que coloco dentro de casa se compõe, se faz mal, e se há outros meios. Já se perguntou porque tudo que tem composição natural é tão caro?


Esse texto não é uma resposta pronta, mas um compartilhamento de construções e desconstruções que temos (eu, você, as pessoas ao redor, na nossa bolha) feito. É tecer uma linha e tentar chegar a uma coerência de si e de como se vive. Temos buscado isso, aos poucos, observando os processos, entendendo o que conseguimos e o que não conseguimos sem culpa. Acho que essa última é a mais importante 🌺


Devagar a gente muda tanto né?





33 visualizações

Formas de Pagamento:

Cartão de Crédito/Débito

Pag Seguro

Boleto Bancário

Transferência Bancária

Pic Pay

À Vista

  • Preto Ícone Spotify
  • Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Pinterest Preto
  • Ícone do Facebook Preto

por Brechó Retroagir

© 2020 Brechó Retroagir. Todos os direitos reservados.